Ano: História pré-colonial, até 1500

As Pirogas

Em outubro de 2014, uma embarcação feita de araucária foi encontrada por um pescador no Rio Grande, divisa de Andrelândia e Santana do Garambéu, no sul de Minas Gerais. A “piroga”, nome comumente atribuído pelos indígenas às canoas, data do século XVI, mais precisamente de 1610, segundo o teste de Carbono 14 em uma amostra da madeira, realizado pelo Laboratório Beta Analytics, em Miami, na Flórida (EUA), e encomendada pelo Núcleo de Pesquisas Arqueológicas (NPA) do Alto Rio Grande.

Canoa pré-histórica foi encontrada no leito do rio. Foto: O Núcleo de Pesquisas Arqueológicas do Alto Rio Grande – NPA
Canoa pré-histórica foi encontrada no leito do rio.
Foto: O Núcleo de Pesquisas Arqueológicas do Alto Rio Grande – NPA

Além disso, outra análise, feita pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo (IPT-SP), revelou que a embarcação foi escavada no tronco de uma Araucaria angustifolia, árvore conhecida popularmente como pinheiro do Paraná.

A canoa tem 9,10 m de comprimento e 70 cm de largura, e está sob resguardo do NPA, núcleo que trabalha para a preservação do patrimônio cultural de Andrelândia. O conselheiro do órgão, engenheiro Gilberto Pires de Azevedo, declarou em entrevista ao jornal Estado de Minas, em 2015, que os povos pioneiros que habitavam a região tinham um contato muito grande com a araucária.

A datação confirma, portanto, que a canoa tem procedência indígena. De acordo com Azevedo, a peça foi cavada num único tronco de madeira e não apresenta sinais aparentes do uso de ferramentas mais modernas na sua construção.

A descoberta da canoa revela um dado importante sobre os indígenas da região sul de Minas Gerais. Eles desenvolveram técnicas de transporte, por meio da navegação em rios, utilizando canoas rústicas cerca de 70 anos antes da chegada das primeiras bandeiras paulistas na região.

Essa é a segunda canoa indígena encontrada na região de Andrelândia. De acordo com informações do NPA, em 1999, durante uma seca do Rio Aiuruoca, foi achada, na divisa com os vizinhos municípios de São Vicente de Minas e Serranos, uma canoa muito semelhante, que, segundo datação pelo método C14, realizada nos Estados Unidos, foi fabricada entre 1480 e 1660.

Canoa pré-histórica foi encontrada no leito do rio. Foto: O Núcleo de Pesquisas Arqueológicas do Alto Rio Grande – NPA
Canoa pré-histórica foi encontrada no leito do rio.
Foto: Núcleo de Pesquisas Arqueológicas do Alto Rio Grande – NPA